HomeMissãoFontes BibliográficasVídeosNotícias RelacionadasFotografiasAgenda
Bandeira Brasileira   Bandeira Brasileira   Bandeira Brasileira
Logo ReNEE
Missão
Resultado da articulação de vários grupos que há muitos anos vêm trabalhando a temática dos Estudos Estratégicos no Brasil, esta proposta visa a criar uma Rede Nacional de Estudos Estratégicos (ReNEE), que concentre, produza e reproduza pesquisa de ponta e conhecimento na área da paz, da defesa, da estratégia e da segurança internacional. Paralelamente à produção de conhecimento na área específica, pretende-se reforçar a formação de quadros científicos altamente qualificados para a reflexão teórica e científica sobre a área, assim como especialistas e técnicos capacitados para aplicar na prática os conhecimentos, especialmente na formulação de políticas publicas e que realimente a pesquisa científica nos estudos estratégicos.
Dada a especificidade desta área, cujo desenvolvimento é ainda por muitos considerado como comportando “segredo de Estado”, a formação da Rede não tem como agregar, desde seu início, o setor empresarial privado, historicamente afastado destas questões. Entretanto, uma das prioridades da própria Rede é envolver este setor, mostrando-lhe a importância de nela investir e de como os retornos são não apenas econômico-financeiros, mas principalmente de cunho científico e tecnológico, contribuindo particularmente para a autonomia da empresa (auto-sustentação), para o desenvolvimento social e para a autonomia estratégica nacional.

AÇÕES PREVISTAS:
 
As instituições que concorrem à proposta de Rede Nacional de Estudos Estratégicos contam atualmente com vários projetos em andamento, tanto na área de formação de quadros, como de investigação e aplicação. Alguns desses projetos serão incorporados por essas instituições à ReNEE para receber aportes e apoios de recursos humanos das outras instituições, mantendo para a instituição proponente a coordenação e condução institucional dos mesmos.

A.- Projetos na área de ensino

No âmbito do ensino, praticamente todas as instituições participantes contam entre suas responsabilidades com a coordenação de disciplinas ou cursos em Programas de pós-graduação. Alguns deles também oferecem formação de especialistas (Pós-graduação lato sensu) e cursos de curta duração, neste caso de atualização ou informação. Cabe à rede o compromisso de contribuir fortemente para reforçar os programas de pós-graduação stricto sensu e lato sensu incorporados e formados recentemente, assim como incentivar, apoiar e contribuir na elaboração de novas propostas e a execução de novos cursos dentro da área dos estudos estratégicos.
Outra proposta para a área de capacitação é o “Projeto para a formação de quadros acadêmicos com vistas à consolidação de uma Comunidade Epistêmica de Defesa na América do Sul”, apresentada na II Reunião Ordinária ocorrida em Manta o 28 e 29 de janeiro e aprovada na Reunião Extraordinária de Caráter Executivo do 05 de maio de 2010 em Guayaquil (Anexo 7 à declaração de Guayaquil – Informe do Plano de Ação). Consiste em um Curso de Pós-Graduação strictu sensu, concentrado na linha de “Paz, Defesa e Segurança Internacional” para os níveis de Mestrado e Doutorado acadêmicos em Relações Internacionais, como meio eficaz para contribuir à consolidação da Comunidade Epistêmica de Defesa no âmbito do Conselho de Defesa Sul-Americano (CDS). A proposta propõe abrir esse curso para congregar alunos provenientes de cada um dos países da UNASUL. Por sua metodologia presencial de convivência entre os estudantes durante o cumprimento das disciplinas obrigatórias, além de ser o melhor caminho para a formação de quadros acadêmicos visando à investigação, a docência e a divulgação dos temas de Defesa na América do Sul, este curso se constitui, desde seu início, em uma eficaz medida de construção de confiança mútua entre os membros do CDS.
 
B.- Projetos na área de pesquisa

Da mesma forma que em ensino, também há vários projetos de pesquisa em andamento, dos quais muitos em parceria com as instituições que assinam a presente proposta para a formação da ReNEE.
A criação da Rede, por sua vez, deverá impulsionar novos projetos de investigação, cuja abrangência será maior e por isso mesmo, é provável que tenha grande impacto na sociedade civil. Um dos projetos já planejados, mas que precisa da Rede como aglutinadora de vontades e esforços, é chamado “Arquiteturas sub-regionais de Defesa”. Seu objetivo é estudar a estruturação de comunidades sub-regionais com o intuito de 1) compreender a emergência destes conglomerados no momento em que surgem; 2) criar uma metodologia que permita comparar tais conglomerados; 3) subsidiar a tomada de decisões nacionais e sub-regionais frente a outros blocos e ao sistema global.
Um dos projetos de pesquisa central da ReNEE, pelo seu caráter estruturante dos vários projetos de pesquisa das equipes, é o Atlas brasileiro da Defesa,  embasado nas pesquisas desenvolvidas pelas instituições partícipes do Projeto. O objetivo é realizar uma ampla cartografia da questão da Defesa no Brasil e apresentá-la em formato de Atlas, a ser editado, periodicamente atualizado e disponibilizado na web e com o seguinte esquema geral:

1.      Estudos de Defesa no Brasil: vertentes estratégica, geopolítica, histórica e das relações internacionais. Tais áreas seriam privilegiadas, mas sem exclusivismos;
2.      Os aspectos políticos da Defesa no Brasil: relações civis-militares, os eixos de pensamentos sobre a Defesa, o papel do Executivo e do Legislativo na Defesa;
3.      As orientações institucionais para a Defesa no Brasil. Estudo comparativo das PDN, da END e do Livro Branco de Defesa;
4.      Indústria e a Tecnologia da Defesa: as fases do processo de industrialização do país e as vinculações com a Defesa; Ciência e Defesa. A situação atual da Indústria de Defesa;
5.      Capacidade militar brasileira em perspectiva histórica e a situação presente. Estudo detalhado das condições operacionais efetivas das Forças Armadas ao longo do século XX e, em especial, da situação atual;
6.      Educação militar, estudos de gênero, doutrinas militares e suas matrizes epistemológicas;
7.      Orçamento da Defesa no quadro mais geral dos gastos governamentais e as relações estabelecidas e implantadas originadas das orientações institucionais. Objetivos e alcances das Políticas de Defesa e sua adequação orçamentária;
8.      Política Externa Brasileira, Defesa e Diplomacia. Trata-se de analisar possíveis convergências entre as gramáticas da Defesa e da Diplomacia como composto da ação externa do país. Análise das participações brasileiras em Missões de Paz e adesão brasileira a acordos e pactos normativos no campo da Segurança Internacional;
9.      Defesa no Brasil e regionalismo. Visa identificar orientações e ações efetivas do estatuto da Defesa no país e suas vinculações aos processos de integração regional;
10.  Percepções de atores – nacionais e estrangeiros - sobre a Defesa e a Segurança Internacional. O conjunto de atores abarca diplomatas, militares, acadêmicos, jornalistas, membros de instituições governamentais;
11.  Cenários Prospectivos para a Defesa no Brasil. Estudo e apresentação de prospecções acerca do tema no país.
 
C.- projetos de Aplicação/extensão

A publicação dos resultados alcançados com a elaboração do Atlas da Defesa do Brasil, que pretende ser um verdadeiro diagnóstico da situação geral da estrutura da Defesa no Brasil, constituirá um insumo insubstituível para a análise e a formulação estratégica para vários ministérios, para as Forças Armadas e para as empresas em geral, especialmente para aquelas interessadas na indústria de produtos para a defesa.
Um dos projetos da ReNEE é de incidência imediata e, portanto, um excelente produto de extensão. Trata-se do Projeto “Reuniões Nacionais de Análise de Conjuntura e Prospectiva Estratégica”. Este projeto tem sua origem e se propõe ser uma continuação das reuniões organizadas pela UnB em conjunto com a Fundação Ebert e coordenadas pelo Prof. Dr. Alcides Costa Vaz. A ideia é reunir os representantes das Instituições participantes da ReNEE com representantes das agências estatais envolvidas no assunto que será discutido. Estas reuniões permitirão a sinergia de esforços acadêmicos e estatais para refletir sobre determinados temas e desenhar prospectivamente o possível desenvolvimento dos acontecimentos. Dessa forma, estamos propondo a elaboração de cenários prospectivos que poderiam ser imediatamente empregados na formulação de políticas públicas.
O objetivo da ReNEE de reforçar alguns cursos de pós-graduação acadêmicos na área de Estudos Estratégicos e de Defesa, assim como de estimular cursos de pós-graduação lato sensu e de especialização na área de Estudos Estratégicos e de Defesa para acadêmicos e militares, empresários, jornalistas e público em geral, faz parte da estratégia de popularizar os temas destas áreas para uma maior parcela da sociedade, única forma de socializar as informações e democratizar os debates da área, o caminho mais eficiente para fazer da Política de Defesa uma Política Pública.

A Rede promoverá a UNIPaz, um projeto que consiste em criar e desenvolver um Programa no seio das instituições participantes para capacitar voluntários professores, técnicos e discentes das diferentes profissões de todas as faculdades das Universidades que compõem a ReNEE para integrar, como corpo profissional civil de apoio, junto aos forças-tarefas, Missões de Paz da ONU com caráter humanitário, mas especificamente, as missões de reconstrução da paz (peace-building). Trata-se de um programa para a formação teórica e prática de voluntários, de todas as áreas de conhecimento, para operar junto às tropas militares e policiais que integram aquelas missões de paz que contemplem o auxilio a crises humanitárias e/ou à reconstrução de Estados falidos sob mandato do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas. Parte do treinamento será oferecida por cursos ministrado em cada instituição participante e outra por um curso fornecido pelas forças armadas para capacitar os voluntários a participar dessas missões conhecendo as regras e protocolos de segurança do caso. A criação desta Rede certamente impulsionará este tipo de ação, mais imediata e pautada pela solidariedade, antecipação e prevenção de conflitos.
Entre os projetos de extensão e aplicação está inserido o Atlas de Defesa do Brasil que resultará do projeto de pesquisa homônimo. Ele constituirá um instrumento indispensável para a análise da situação da defesa nacional e para a elaboração da concepção estratégica. Na medida da sua divulgação, ele será uma fonte inestimável para os pesquisadores da área; um diagnóstico necessário para a analise e reformulação estratégica do dispositivo de defensa nacional para as forças armadas; um insumo importante para as instancias governamentais na formulação de políticas públicas; um estimulo para a iniciativa empresarial aplicar em áreas que o precisem. Em suma, o Atlas e sua atualização permanente constituirá um insumo de consulta obrigatório para acadêmicos, militares, governo e empresas. 
 
 
[X] fechar
UNESP - Universidade Estadual PaulistaUniversidade de BrasíliaUniversidade da Força AéreaUniversidade Estadual de CampinasUniversidade Federal de SergipeFundação Universidade Federal São CarlosUniversidade Federal do Rio Grande do SulEscola de Comando e Estado Maior do Exército
ReNEE - Rede Nacional de Estudos Estratégicos
2020 - Todos os direitos reservados